Oscilações em nossa vida e a nossa volta!

O fenômeno oscilatório está mais presente em nossas vidas do que geralmente observamos. Talvez não percebemos por vermos estas situações com tanta freqüência que não mais paramos para questionar ou refletir sobre.


Uma pedra caindo em um lago forma ondas concêntricas que se propagam pelo lago.

Por fenômeno oscilatório estamos considerando tudo aquilo que se move em dois sentidos de forma alternada em torno de uma posição de equilíbrio; entretanto iremos nos ater mais em sistemas oscilatórios periódicos (ou seja, cujos ciclos se repetem em intervalos iguais de tempo) ocasionados por forças restauradoras para um certo estado ou posição de equilíbrio.

Pois bem, em um fenômeno oscilatório, cuja representação matemática mais corriqueira é uma onda (veja a figura abaixo), temos sempre um período que é o tempo em que temos um ciclo completo de alternâncias de estado para em seguida começar outro, uma freqüência que seria a quantidade de repetições de ciclos em uma unidade de tempo, uma amplitude que seria um valor máximo de variação da nossa onda, e uma intensidade, proporcional ao quadrado da amplitude e quase sempre em termos de energia.

Hertz é um sistema de medida de freqüência. Um sinal com a freqüência de um hertz quer dizer que este sinal se repete a cada segundo. Um sinal com 10 hertz diz que o sinal se repete dez vezes a cada segundo.

Então a 99.8 MHz tem como a sua freqüência de transmissão a de 99.8 Megahertz, ou seja, noventa e nove milhões e oitocentos mil ciclos repetidos por segundo.

As ondas eletromagnéticas têm a vantagem de não sofrerem tanta atenuação quanto às ondas mecânicas. Atenuação é o quanto à onda perde em intensidade a uma certa distância.

Por isso que em shows a equipe técnica se utiliza daqueles autofalantes enormes e poderosos para que até os mais distantes possam ouvir os artistas. Enquanto que com um pequeno transmissor eletrônico você consegue enviar sinais a vários metros, quando não quilômetros, ou até mesmo a milhares de quilômetros.

As ondas eletromagnéticas possuem respectivamente uma componente de campo elétrico e uma componente de campo magnético ambas perpendiculares.

Ondas eletromagnéticas podem ser geradas através da vibração de cargas elétricas

A luz também é uma onda, no caso uma onda luminosa. Um sinal eletromagnético que oscila periodicamente em uma freqüência altíssima para os nossos parâmetros.

As cores são na verdade tipos diferentes de freqüências luminosas que chegam até o nossos olhos.

A luz branca pode ser decomposta em várias outras de freqüências características.

A nossa visão e audição juntamente com a voz, que constituem nossos principais meios para comunicação e percebermos o mundo a nossa volta, acontecem por meio de fenômenos oscilatórios.

Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/fisica/movimento-harmonico-simples-1.php

2 Respostas para “Oscilações em nossa vida e a nossa volta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s